segunda-feira, 5 de setembro de 2005

A HORA DAS CRIANÇAS


O livro que acabei de ler, em Inglês chama-se “The Children’s Hour” e se tivesse que o traduzir, “A Hora das Crianças” é perfeitamente adequado.
Podem pensar que é um livro de crianças, escrito a pensar nas crianças e de vez em quando, um adulto deve ler com muita atenção um livro desse género. Para poder comparar com as histórias da sua própria infância e poder pronunciar-se sobre o assunto. Para as poder escolher para os seus filhos e saber despertar-lhe o interesse para a leitura.
Como se diz vulgarmente, muita gente fala de “cor” e diz os maiores disparates!
Isto será assunto para outro post, porque é sobre o meu livro que eu quero.
A vida naquela casa decorre lenta, tranquilamente, com longos passeios pela praia com os cães e à noite, a descoberta da Internet e dos Chat Rooms preenche as horas que guarda para si.
Primeiro, Mina tratou da Mãe e agora tem a cargo a irmã, que sofreu um acidente de viação e está numa cadeira de rodas. Pode parecer um desperdício, mas não é!
Porquê?
Não vou contar a história toda; este é o tópico principal e a única coisa que quero frisar é a vida familiar rica que ali existe.
Amor, carinho, calor, compreensão, união – tudo o que deveria existir numa família e às vezes, não há.
A minha pergunta é muito simples: porque é que os valores familiares resultam com certas pessoas? Porque é que a maior parte é só fachada?
Talvez para esconder a hipocrisia, a solidão, a confusão, a tristeza!
Histórias tristes, fruto nem sei bem de quê…..
Porque todas as crianças necessitam que alguém lhes leia uma história ou brinque simplesmente com elas!!!

2 comentários:

Anónimo disse...

Hominy & Hash the Nimby Factor
By Constance Daley American Reporter Correspondent St. Simons Islamd, Ga. LOS ANGELES, Aug.
Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!

I have a internet marketing college site/blog. It pretty much covers internet marketing college related stuff.

Come and check it out if you get time :-)

Dora disse...

Que bom ver que continuas entusiasmada com a tua história para crianças! Não conheço o livro que referes, mas parece ser uma escrita muito atraente. E claro que todas as crianças precisam de histórias e nós também precisamos, isso explica o gosto pela leitura de romances, pelo cinema, provavelmente até pelos jogos de computador. Continuação de boa semana :-)