quarta-feira, 6 de abril de 2005

MOLHO DE PÉTALAS DE ROSA

Ontem, não sei se por ter lido um poema sobre a Brasileira, pensei em ir até lá.
Mas a Brasileira já não é o café de que me lembro e fiquei desapontada.
Modernizaram o interior, mantendo apenas as portas e o toldo em ferro trabalhado!
Contudo, não deixa de ser um lugar agradável para se estar e por isso, sentei-me a ler o meu livro.
Não sei o que me deu, porque raramente o faço, mas decidi reler Como água para o chocolate da Laura Esquivel.
O termo é empolgante e, embora me recorde muito bem do enredo, há certos aspectos que agora me chamam mais a atenção.
Por exemplo, o que é verdadeiramente o prato “Cordoniz com molho de pétalas de rosa”?
Será mesmo possível esmagar as pétalas da rosa e transformá-las num molho afrodisíaco?
Agora, tudo é possível e talvez não seja má ideia adaptar uma receita a cada mês do ano, tal como a Laura Esquivel faz neste livro.
Este mês, e porque todos os dias ouço pessoas discutirem receitas, talvez se possa tentar uma entrada interessante:

“FOIE-GRAS COM UVAS FRESCAS” (tema de um curso de cozinha organizado pela empresa 1000 Paladares)

2 comentários:

Aluena disse...

Marta! Minha doce amiga!
Entro neste Concurso que você acaba de lançar.
Uma SOBREMESA:
Sobre um prato raso e branco,
colocam-se pétalas de rosas rubras, forre tudo preenchendo do centro para a borda.
Agora coloque sobre as pétalas uvas frescas brancas, em bagas soltas.
Regue com carinho.
Sirva fresco.
BOM PROVEITO.

Carmem L Vilanova disse...

E se criássemos a receita de bombom de chocolate com recheio de pétalas de rosas? Lindo e delicioso... creio...
Beijos doces, querida amiga!