quinta-feira, 21 de abril de 2005

CULPA DA PRIMAVERA

Não sei se a culpa é da Primavera, mas que estamos todos nervosos, estamos!
Estamos nitidamente com os nervos à flor da pele e interpretamos mal e agressivamente as palavras que nos dirigem.
Pessoalmente, acho que o problema tem a ver com a química – quero, com isto, dizer que a comunicação se torna difícil quando não gostamos muito
da pessoa com quem estamos a lidar.
Cria uma certa tensão negativa, que muitas vezes não se ultrapassa!
Claro está que as pessoas podem dizer que a culpa é da Primavera apenas para disfarçar o facto de estarmos preocupados com a situação precária em que vivemos.
Acreditem que não sabermos se amanhã teremos ou não emprego arrasa qualquer um e com o tempo incerto como está, sem qualquer estímulo positivo, a nossa primeira reacção é realmente agredir a outra pessoa.
Principalmente se a outra pessoa, sabendo o nosso ponto fraco, “ataca” por aí!
O que não é correcto e nada de bom abona em seu favor!
Culpa da Primavera ou não – a verdade é que só vamos suspirar de alívio quando anunciarem na TV que a Bolsa fechou em alta, que abriram novas empresas e que outras vão investir cá, etc...
Será??

Sem comentários: