sábado, 4 de outubro de 2008

RESPIRO







Nas palmas das mãos….
Aqueço o beijo….


Com que abraço o teu corpo...
Num poema….
para ti….


Esqueço a saudade que me preencheu o dia….


Preocupo-me com a doçura da noite….
Quando essa tua mão….
…… Na curva do meu ventre....
..........Sente como eu respiro...



(Foto "Pelo peito", Susana Pinho, Reflexos)
(Textos protegidos pelo IGAC)

6 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Marta:
O motivo que me traz aqui hoje é a minha despedida da Blogosfera, pelo menos por enquanto. Mantenho o Blog, o meu perfil está lá, mas estou com muitos problemas. Todos os poemas que você me deu para publicar, eu os deletei, não se preocupe com isso. Deixe um post de despedida. Se quiser despedir-se de mim, é só ir lá.
Foi bom conhecê-la. Você é uma verdadeira poetisa.
Um beijo,
Renata

Sol da meia noite disse...

Lindo demais...!

Mãos que sentem... que fazem sentir...

Beijinho *
:-)

Alexandre disse...

O que importa são os momentos, aqueles em que o abraço e o beijo se confundem, quando a saudade não é mais que uma lembrança...

Xinha disse...

O importante é aproveitar intensamente o momento.. esquecer a saudade que ocupou o dia, e troca-la por uma noite intensa onde as almas se unem ...

Xi-coração

Só Eu disse...

Poema cheio de imagems muito bonitas e sensuais (adorei "essa mão na curva do meu ventre")
Estás muito "firme" Gosto de te ler assim.
Beijinhos

Peter disse...

Palavras e imagens sensuais e apaixonadas que pressupõem uma boa semana.