terça-feira, 21 de outubro de 2008

REAL





Nessa praia imensa...
Nesse teu refúgio….


Torna-me real...
Num dos teus segredos…
Numa mensagem…


Que, no espaço paira….
E que Mercúrio lê….


Depois…
……..deixa cair na espiral do vento….




(Foto "...A Praia dos Sonhos..." Bruno Abreu, Olhares.Com)
(Textos protegidos pelo IGAC)

5 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Mensagem: olá Marta, tu és real...
Segredo: eu também sou.
Depois: o vento empurra a mensagem para a tua espiral.
Brincadeirinha...
Mas gostei das tuas palavras, nessa tua imensa praia dos sonhos.
Beijinhos.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Isso só pode acontecer na praia do sonhos, que se alojou nessa sua cabecinha que só produz lindos poemas. Alguns corpo a corpo, outros etéreos, mas sempre belos.
Querida, fiz postagem sobre um filme de dança, pus poemas meus, acho que vc vai gostar. Quero vê-la lá.
Beijos,
Renata

Sol da meia noite disse...

Delicioso, quando sentimos ser o segredo de alguém...

Beijinho *
:-)

Só Eu disse...

Nesta praia imensa...no meu refugio há sempre lugar para o sonho...
Beijinhos

Alexandre disse...

Espiral do vento... quantas vezes andamos na espiral do vento sem saber para que lado ele sopra... mas no entanto, tudo é real, tudo é imenso...