quinta-feira, 30 de outubro de 2008

QUERIDA





Lá fora, o vento continua...

..........zangado com o Mundo...



Mas…
…………Cá dentro….
…. Reina o conforto e a paz...
Com que te seduzo descaradamente...
Num olhar que te acaricia….





Suavizando o teu desejo...
E, quando adormeço nos teus braços...
Ainda ouço bem baixinho…
A deslizar no meu ouvido…
…………“Querida”……….









(Foto "Névoa" de Luiz, Olhares.Com)
(Textos protegidos pelo IGAC)

7 comentários:

á flor da pele disse...

Palavras simples, querida Marta , mas que enchem a nossa alma...
Fica um beijo

Uma Ilha disse...

São essas palavras que nos fazem sorrir e seguir...
Uma ilha

A. Jorge disse...

Até vale a pena o vento zangar-se com o mundo!...

Um beijo

Jorge

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que poema lindo, suave, Marta! Deixe o vento para lá, com tanto carinho assim, vc não precisa dele.
Querida:
Fiz novo post. Acho que vc vai gostar, o filme é muito bom, há poemas, novas imagens e preservação de algumas do outro post. Estou à sua espera.
Um abraço,
Renata

Peter disse...

Dos melhores versos publicados ultimamente. Eles são o espelho da alma.

Alexandre disse...

Há palavras que se ouvem e ficam para sempre - e são palavras simples, simples de dizer e simples de sentir...

Nuno de Sousa disse...

Bem, este está mto bom, belas palavras e uma foto bem escolhida.
Bjs amiga e um bom fds
Nuno