sábado, 23 de junho de 2007

TORNAR ETERNO







Ah, divagar....sobre a eternidade...........
Divagar e sentido algum ...nas palavras encontrar................
Ah, divagar sobre as cores ricas que no vento se espalham...
sobre nós se derramam e nos transformam........
Sobre o silêncio......




as várias formas que assume....




as várias histórias que escreve.............
Por vezes, dele me afasto...




porque simplesmente não o entendo....




Talvez porque tal como a palavra talvez...




muitos significados encerra e mais simples tudo se tornaria....




com o pronunciar de um sim ou de um não....
Todos se escondem por detrás do "talvez"....e esse "talvez" ...




torna-se eterno....








P.S.: Imagem tirada da NET

6 comentários:

Teresa David disse...

Por detrás dos talvez e divagações, com cautela, poder-se-ão encontrar mtas seguras verdades. De qualquer forma, divagando ou não, gostei de mais este texto poético.
Bjs e bom fim de semana
TD

Thunder disse...

Bom fim-de-semana. Com ou sem eternidade!

Peter disse...

O "talvez" é característico de quem responde "nim".

Bom fds.

Alexandre disse...

«divagar sobre as cores ricas que no vento se espalham...
sobre nós se derramam e nos transformam........
Sobre o silêncio......»

Silêncio, quando ouço ou leio a palavra mágica Silêncio tenho que me deter... é que eu venero o silêncio, sou fã dele e... infelizmente nem sempre o tenho! Mas procuro-o e divago muito sobre ele...

PEDRO disse...

Só silêncio e saudade de tu, amada Marta!
Beijinhos.
Pedro.

C_britto disse...

Marta,

Ninguém consegue ouvir o silencio, mas às vezes conseguimos vê em um olhar refletido em um rosto, ou a cada vez que largamos em um caderno.

Beijimmm...