quarta-feira, 20 de junho de 2007

THE LOOK OF LOVE (VERSÃO II) - O DESAFIO



1 -


THE LOOK OF LOVE"


Tal como o amor não tem uma linguagem específica, as sensações também não a têm e fiquei céptica quando ouvi a expressão “vender sensações”.

O que é “vender sensações”?

Tal como o amor, a sensação é uma coisa muito íntima, muito pessoal!
Será, talvez a ligação entre o espiritual e o físico, entre o desejo e a paixão, entre a vontade e a verdade das coisas.

É o misturar das cores – o vermelho que se associa à paixão, o branco à leveza e o azul à tranquilidade.

O preto é a cor que apela ao segredo e à discrição
e o rosa???

Bem, o rosa é a minha cor pessoal, que acrescentei à palete das cores universais com que se pinta habitualmente o amor.

É o meu lado romântico a falar – escolher como tema “The look of Love” na versão de Dianne Krall e desejar que não me deixem partir.

Que não me torne apenas um nome de alguém, de quem se lembram vagamente….



2 -



“Alors”, tiraste o dia para me “atormentares”?

No bom sentido, claro está, porque cada mensagem que recebo faz com que me ria até às lágrimas.

Favor não refilar se a minha mensagem estiver em francês, com mistura de inglês; a mensagem fica mais curta e é a minha vingança, já que não posso deitar a língua de fora ou atirar-te uma almofada e atingir num sítio onde te doa.

Sou má??

Ah, e o que dizer do cavalheiro que está dias calado, sem nada dizer, mantendo-me à distância!

Não compreendo muito bem o porquê de me manteres às vezes à distância, mas aprendi a respeitar essa tua faceta e por isso, não insisto.

Um dia, vais explicar tudo isso, mas neste momento, quero saber como é que nos poderíamos encontrar se eu estive no Centro e tu no Sul do País!

Imaginação não nos falta e não levarás a mal se eu fantasiar que um de nós vai seduzir o outro, tendo como pano de fundo a Diana Krall a cantar “The Look of Love”.

Para completar a cena, podias oferecer-me um ramo de rosas vermelhas!!!!

==================================

O desafio desta semana é:


Dizerem qual destes 2 textos, escritos em 2006 é o vosso favorito e o porquê


Simples, não é? Obrigada - até já

10 comentários:

Thunder disse...

Belo desafio.
Gostei mais do segundo texto, uma vez que me parece mais agradável, mais "cómico"...Depois, é dirigida à 2ºpessoa do singular, o que faz o leitor sentir-se mais perto da situação (quase que parece que estás a falar directamente para nós!).
Apela também para uma possível cena romântica:imaginar um encontro a dois se estivessem separados, com a música "the look of love" (que eu gosto muuito) e com ramo de rosas.
Bjocas.

Alexandre disse...

Para começar direi que são textos completamente diferentes embora o tema seja o mesmo! E não sei porquê mas fiquei «preso» no 1.º, mais em especial pela expressão «vender sensações»... Marta, acho que inventaste uma expressão que vai dar que falar: vender sensações é um dos «negócios» do futuro.

O 2.º texto versa sobre a eterna dicotomia da sedução, qual o papel do sedutor, o de bom, mau ou o vilão? Fica à imaginação de cada um...

Ant disse...

Difícil mas aposto no 2. Porquê? Porque me fez rir.
Bjos

un dress disse...

prefiro o segundo marta.

for no explainable reasons...




beijO

Reflexos da Alma disse...

Olá Martinha Querida !

Gostei dos dois , mas escolho o 1º !

E porquê ? Porque o mundo das sensações é um lado oculto de nós mesmos, pois,normalmente nunca sabemos definir em concreto todos os pigmentos das nossas sensações nos mais variados contextos da nossa Vida !

Cores, aromas, sonoridades,plasticidades,imagens, sabores, texturas....enfim, a imensidade que este imenso mundo de sensações que nos invade e nos faz sentir arrepios e vontades inimagináveis ....

Gostei muito !!!

Um Beijo Enorme te deixo minha Querida !

Peter disse...

Sem dúvida o primeiro. Porquê? Isso pertence ao foro íntimo da pessoa.

125_azul disse...

O primeiro, em defintivo. O último parágrafo é tão triste...
Beijinhos, feliz início de verão

Paula Raposo disse...

Nada simples! Um complementa o outro...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Shelyak disse...

Lindo o desafio...apela para os nossos "eu", para as nossas personalidades e ou ainda para o nosso estado de alma do momento...

Sempre preferi os mares revoltos do Oceano Atlântico em noite de inverno em detrimento de um Oceano Pacífico em noite amena de Verão...

Como Ser inconstante que a condição humana o é, ao desejo de um mar revolto suceder-lhe-à a calmia; tudo dependerá do estado d'alma da altura...

Como já terás percebido, e pelas razões que te disse, prefiro o segundo poema...revolto, forte, inseguro, desejo, querer, mistério, futuro, incerteza...tanta coisa junta que provoca, pelo querer e não ter, um estado de ansiedade e paixão que nos faz vibrar e ansiar por um novo dia...

O primeiro, virá depois, na sua altura própria... o descanso do guerreiro...

Preferência assim para o segundo mas seguido pelo primeiro... completam-se, isso sim...

Gostei...:)
Um beijinho para ti...