quarta-feira, 6 de junho de 2007

HORIZONTE



Ausência....


No horizonte da tua ausência....


Na dor da minha distância....

No entanto.....


As nossas almas completam-se...............


Enlaçam-se, unem-se...


Desnudam-se em palavras...


Em nada razoáveis.............


Paixão...calor que nos afaga....


Amor....carinho que se lê....vive....fazendo que nessa dor...

Cada abraço se multiplique em centenas de estrelas...

Cada estrela seja uma mensagem que atravessa a tua ausência.....

rasga a minha distância.....

e por fim nos veste...............

P.S.: Imagem tirada da Net




9 comentários:

Alexandre disse...

O horizonte é nostálgico, lembra sempre qualquer coisa, como a ausência, por exemplo!

Mas há a ausência presente, quando as palavras se entrelaçam e criam cumplicidades, quando a ausência comsegue rasgar distâncias e vestir-nos a alma...

Beijinhos!!!

Thunder disse...

Gostei deste encontrar das almas.Amei a conclusão!
Bjocas.

canto dos sonhos disse...

Gostei do teu poema achei tudo lindo.Quero te fazer um convite ,para o orkut vc fazer parte do meu grupo de amigos.Sou amiga de Conceição tá e já te agradeço.Bjs!CARMEN!!!

.:mÁrCiO:. disse...

:)

Reflexos da Alma disse...

Minha Querida Marta !
Obrigado pelas passagens minha Querida ;)
"...Amor....carinho que se lê....vive....fazendo que nessa dor...


Cada abraço se multiplique em centenas de estrelas...


Cada estrela seja uma mensagem que atravessa a tua ausência.....


rasga a minha distância.....


e por fim nos veste..............."

Gostei muito desta tua visão nesta "Ausencia" que aqui descreves ... ;)

Um Bom feriado :)
Beijos ..muitos !

A. Jorge disse...

Aqui estou eu vindo não sei de donde via "Alquimista".

Adorei o teu blog

Abraços

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

efvilha disse...

São tantos os regatos feitos de palavras, a levarem seivas de vida ao oceano hipertextual.
Este teu é um suave e rumorejante caminho para esse mar.
Um beijo de paz.

Shelyak disse...

Ausência, por vezes, é algo bom... faz-nos sentir a falta...e depois, quando do encontro, é bom, muito bom...
Poema, como todos os outros, lindo...
O tal link, vamos resolver...:)
Beijinho

C_britto disse...

Um poema lindos, pleno de amor, quando a ausência toma o lugar do desejo.
Adorei Marta!
Parabéns!!!