quinta-feira, 28 de junho de 2007

CARTA AO MIGUEL








A voz do povo é sábia, Miguel....e disso nunca duvides...



Tal como o vento...que muitas vozes tem e tal como prometido...



aqui estou eu...pronta a explicar-te...



como com o vento se rima................



Agora, apenas um duende bonacheirão e brincalhão...



O teu guizo,


e só pelo prazer de te ver chorar - maldito -


ele esconderá...


Mas depressa o devolverá....





e numa louca brincadeira...





qualquer lágrima nesses teus olhos vivos..




ele apagará...



Muita baba vai haver entre os dois,





tentativas constantes de enfiar esse pé gordinho na boca,





bater palminhas alegremente............





choros furiosos quando a fome despertar e






serem verdadeiros anjos pois adormeceram...finalmente....







Presente na tua vida...o vento sempre estará...






...muitas coisas te ensinará....






As suas vozes, as suas histórias e visão deste mundo....




Nada receies, Miguel....






Fácil rimar com o vento - diz apenas "amar"....





Dedicado ao Miguel, o Azulito - filho do Azulão e da Azulita (blog 125_azul)

P.S.: Imagem tirada da Net











5 comentários:

Carmem L Vilanova disse...

Minha querida e linda amiga...
Deixei para ti um mimo em dose tripla la no Eu Sei Que Vou Te Amar, por motivos óbvios... (risos)
Espero que gostes... nao te sintas na responsabilidade de repassá-lo se no o quiseres fazer, mas pelo menos, desejo que o recebas com todo o meu carinho e admiraçao que sabes, sao reais...
Muitos beijos, flores e muitos sorrisos para ti, minha querida!

C_britto disse...

Marta,

Linda homenagem ao Miguel!

Que seja feliz e que “nada receies”
Que viva intensamente com toda luz e amor!

Beijoo para ele, para Azulita e pra ti Marta!

Teresa David disse...

Muito bonito Marta!
Bjs
TD

Alexandre disse...

Uma das homenagens e das dedicatórias a um bébé mais bonitas que já li! Rimar com o vento augura um bom futuro para o Miguel porque a vida - em grande parte - é feita de rimas com o vento, quando os anjos estão de guarda e transformam esse vento numa brisa suave...

Beijinhos ao Miguel!!! Que o futuro seja ele!!!

.:mÁrCiO:. disse...

Um dia, quando Miguel perceber… e ler, vai ter orgulho! Porque é fácil ter orgulho nos teus textos…
Confesso que fiquei arrepiado, e depois disto… acho que haverá muita gente a ver em si, que afinal não escreve tão bem como pensariam…