domingo, 24 de junho de 2007

FAZER










Escreve-se....
Escrevo-te...
O quê?
Palavras envoltas em claridade e nudez...
Poética ou cruel......
Como a palavra....fazer
Fazer com que haja risos, alegria exuberante...
Fazer com que se deseje, que se ame loucamente...
Fazer com que se sonhe docemente..
Fazer sofrer violentamente..
Fazer chorar amargamente..
Fazer com que se odeie brutalmente....
Perante isto...
nada mais a dizer...
nada mais a fazer...
apenas a nudez das palavras

P.S.: Imagem tirada da Net

6 comentários:

Maria Clarinda disse...

Simplesmente belo! Obrigada pelo momento lindo!

Alexandre disse...

«Perante isto...
nada mais a dizer...
nada mais a fazer...
apenas a nudez das palavras»

... esta citação faz parte do meu comentário... perante isto não há mais nada a fazer... apenas a nudez das palavras... tão nuas elas estão neste poema docemente sonhado e de uma alegria exuberante... fica apenas a nudez da alma traduzida em palavras...

125_azul disse...

apenas a nudez das palavras... e não sobra mais nada para comentar.Lindo! Beijinhos, boa semana

Reflexos da Alma disse...

Minha Querida Marta!

Belo como sempre !!!

Sim, com a nudez da Palavra se pode tudo !!!

Um Beijo grande te deixo !

Thunder disse...

Gostei muito desta "nudez de palavras"!Beijos.

C_britto disse...

Perfeito Marta!

A nudez será sempre a melhor maneira de extravasar o sentimento das tuas palavras -:)

(Lindo como sempre!)

Beijoo.