sábado, 9 de agosto de 2008

ESTUPIDEZ




Hoje…
….Não sei por onde vagueio….
Se pelos meus sonhos ou pelos teus…

Não sei quem sou
Se estou apaixonada
Ou se estou a sofrer por amor….

É que…
…há muito que a brisa se despediu de mim….

Há muito…
que deixei de dormir…
Feliz………

Há muito….
…há mesmo muito tempo

Que me desconheço…
……Se vivo as vontades dos outros…
Porque esqueci as minhas…….










(Foto de Guilherme Limas, 1000 Imagens)






(Textos protegidos pelo IGAC)

6 comentários:

Alexandre disse...

Vagueamos sempre pelos nossos sonhos e pelos sonhos de mais alguém, nem que sejam sonhos soprados na brisa do vento... porque as vontades muitas vezes cruzam-se no deambular do tempo...

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Patrícia disse...

"Se vivo as vontades dos outros…
Porque esqueci as minhas……."

Volto a referir uma frase do poema pois acho-a excelente. Às vezes sinto-me assim. Que vivo a vontade dos outros porque as minhas foram esquecidas.

Muito bom... É uma estupidez não o ler. :)

Bjs =)

Secreta disse...

Por vezes esquecemo-nos de nós mesmos, para viver em função dos outros.
Beijito.

Só Eu disse...

Marta.
Este é dos que tenho que ler, ler e reler...
Acho que me entendes...
Beijinhos

Só Eu disse...

E tal qual disse no primeiro comentário, li e reli este texto vezes sem conta.
A principio, a cada leitura, ficava com impressões diferentes sobre o conteúdo deste, que para mim é um dos melhores textos que escreveste, belissimo poema.
Depois fui ficando com a sensação que te percebia e que me apetecia ficar solidário contigo.
Hoje, no momento em que te comento, só me apetece dizer que a vida tem outras folhas que ainda não lemos e, melhor ainda, dá-nos oportunidade de reler outras tantas para melhor as compreender.
Não desiatas de ser feliz...
Beijinhos