segunda-feira, 18 de agosto de 2008

TUDO O QUE QUERO











Sempre que beijo os teus lábios…



Lembro-me do amanhecer….




Ao aconchegar-me nos teus braços ….



Ofereço-te os meus sonhos



Tudo aquilo que quero….



….Por esses caminhos ainda sombrios….



Pela minha pele nua ……….



Sentir….


o simples toque das tuas mãos.....






(Foto "dear emptiness" de Rattus, Olhares.Com)







(Textos protegidos pelo IGAC)

9 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mais um lindo poema em roxo e lilás. Vc gosta de explorar as flores, não?
Marta, o filme do meu Blog não é "Cidade de Deus", mas "Cidade dos Homens".
Um beijo,
Renata

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Corrijo: as cores e não flores

Alexandre disse...

Tudo o que se quer pode estar ao alcance das mãos, do simples toque das mãos - basta abrir a alma e nos aconchegarmos nos caminhos - por vezes sombrios, é certo - dos sonhos!

Peter disse...

Texto muito belo. Gostei.

Shelyak disse...

Beijinho, minha querida amiga...:)

Patrícia disse...

Os desejos são simples, mas que podemos fazer quando é tudo o que queremos?

Bjs Marta =)

Sol da meia noite disse...

O toque das mãos é a linguaguem do amor.

Jinhos * *

Só Eu disse...

As minhas mãos são palavras. As minhas mãos são ancoradouro quando aportar é preciso.
Empresto-te as minhas mãos...
Beijinhos

Xinha disse...

Com um simples toque de mãos... temos a nossa disposição um mundo inteiro de sentires...

Belo....

xi-coração