domingo, 24 de agosto de 2008

ABRAÇO SEM FIM
















Num abraço sem fim…

Continuo nos caminhos da sedução….

Em poemas sem rimas...

Numa paixão que nasce...

Um fogo abençoado...

Que escreves em mim...

Num silêncio sem cor....

Em que tudo fica dito....

Nada se desperdiça.....


(Foto "Sedução", Espírito da Luz, Olhares.Com)
(Textos protegidos pelo IGAC)

11 comentários:

Teresa David disse...

Bem escolhida a imagem para ilustrar as tuas sempre belas palavras de sentidos.
Bjs
TD

Patrícia disse...

Nada se pode desperdiçar... Muito bonito.

Bjs Marta =)

Fátima André disse...

Delicioso este abraço...
Sorrisos :)

belakbrilha disse...

Quando se sente assim, VIVE com toda a força!

bjsssssss amiga

Xinha disse...

Noto aqui um sentimento de entrega total, dedicação e muita cumplicidade...

Lindo !

Xi-coração

Alexandre disse...

Não é obrigatório que os poemas tenham rimas, é obrigatório sim que a s paixões nasçam de um fogo abençoado e que os caminhos da sedução irrompam pelos silêncios sem cor...

Muitos beijinhos!!!

São disse...

Olhando a frase de Eugénio de Andrade, recordei um poema de Miguel Torga que (nos) aconselha a deixar na pedreira a estátua , até a sabermos esculpir.
Boa semana.

Sol da meia noite disse...

Importa que sintas em ti as palavras que dariam rima aos poemas... em silêncio ditas...

Beijinho *
:-)

Fernando Rozano disse...

teus versos sempre com uma infinita e doce amorosidade e repletos de beleza. beijo, Marta.

Só Eu disse...

Repara como se abraçam os nossos posts.
É magia.
Gosto muito de ser abraçado.
Beijinhos

João Videira Santos disse...

No fogo das palavras, na amplitude do silêncio, ficam os sentidos, a sensibilidade de quem sonha, o querer de quem vive e...vôa!