quarta-feira, 5 de setembro de 2007

MISTÉRIO TRANSPARENTE





















Nem sempre me consegues ler…

Gosto de te surpreender….às vezes…….

Insinuar, inspirar um mistério…

Que…..no calor dos teus braços..

Deixo que resolvas….

Confortas-me do desconforto…

Em que me fazes tropeçar quando…

O meu mistério…..tão transparente….tão simples..........

na realidade é………





P.S.: Imagem tirada da Net

6 comentários:

Paula Raposo disse...

Está muito bonito o teu poema! Beijos.

©õllyß®y disse...

É complicados nós compreenderem...
quano o caração fala,

Doce beijo

.:mÁrCiO:. disse...

Pequeno, mas brilhante!
Que bom que deve ser sentir-se surpreendido pela escrita suave e plena como a tua!

Jasmim disse...

olá Marta
Bonito poema.
bjos

125_azul disse...

Somha-se por aqui... Beijinhos

Alexandre disse...

É um mistério... que não é mistério... é apenas um bálsamo reconfortante, transparente, simples... porque a virtude está em saber surpreender...

Muitos beijinhos!!!