sexta-feira, 21 de setembro de 2007

BELEZA INFINITA


Hoje…
Gostava que as coisas fossem simples…
Tão simples como a borboleta
que se aninhou entre as minhas mãos…
Toque gentil, suave…
Num traço de cor….
Beleza infinita….
Pura…..
…………..perfeita…………………..
Uma borboleta….
Que me fez sorrir…..
mimou-me….….
……………………Agora está pronta para partir…………………………….

Mas vou soltá-la num jardim…
………………Cheio de flores, de cores, de cheiros…………….
Onde ela pertence…………………….
P.S.: Imagem tirada da Net

10 comentários:

Sol da meia noite disse...

Quantas vezes as coisas são simples... e nós, seres complicados, complicamos tudo...

Beijinhos!

Jasmim disse...

olá Marta
tudo bem?
liberta a borboleta com cuidado, são frágeis as suas asas. é como a alma da gente.
bjs

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

E segue-a, porque as mariposas quase sempre ou sempre buscam a direcção da luz.

Peter disse...

Power of Schmooze Award

Este prémio é uma tentativa de reunir os blogues que são adeptos dos relacionamentos “inter-blogues”, fazendo um esforço para ser parte de uma conversação e não apenas de um monólogo”.

Quem me atribuiu o prémio foi a Maria Papoila - http://a-papoila.blogspot.com/

Sem menosprezar os restantes, optei por indicar para o referido prémio e escolhendo entre os n/links, como é natural, os seguintes blogues:

António - http://eusoulouco2.blogs.sapo.pt/
Augusto - http://klepsidra.blogspot.com/
Marta - http://amartaeeu.blogspot.com/
Belzebu - http://ocontrablog.blogspot.com/
Herético - http://relogiodependulo.blogspot.com/

Que ganhem os melhores. Entretanto julgo que poderão já ostentar o selo nos respectivos blogues e eu, como não o sei fazer, vou pedir à “bluegift” que se encarregue disso.

starxandra disse...

Deixa-a voar...não a deixes perder a liberdade de que ela tanto precisa...

Kiss!

Shelyak disse...

Mas, minha querida, tudo é simples...apenas há que entender as origens e aí encontra-se a explicação para tanta coisa má...
Beijinho

.:mÁrCiO:. disse...

As despedidas são sempre dificeis... mas é a lei da vida... um dia, ela voltará para os teus braços e pedirá tua mão! Para se sentir segura, como sempre... e para sempre!

©õllyß®y disse...

Amiga, voa sum como a borboleta, simples e garciosa...

Doce beijo

Alexandre disse...

Fizeste bem em soltar a borboleta, as coisas belas devem viver soltas para se tornarem ainda mais belas!!!

Muitos beijinhos!!!

Paula Raposo disse...

Doce o teu poema...