sábado, 7 de julho de 2007

MOTE DO DIA













Ando por ai...




A vaguear....




Á procura...sabe lá Deus do quê...




Almofada de penas...suave, leve...




A cabeça encostar....




Adormecer.... simplesmente...




A cabeça de qualquer pensamento....




Até de sonhos...libertar...




Amuada está já a brisa.........




A maré...desconfiada me olha......




A risada mais forte do que eu....




Andamos por aí...eu...a brisa....e a maré......




A brincar com a areia...na praia...




Ao entardecer....meninas irreverentes...




A irreverência...como mote do dia...........






P.S.: Imagem tirada da Net

8 comentários:

.:mÁrCiO:. disse...

Nada melhor do que um passeio à beira-mar para colocar as ideias no sitio e em ordem! O mar realmente é dos locais mais tranquilizadores que existe…

PEDRO disse...

Encantadora Marta, Brilhante como sempre!
Beijinhos minha linda!!!

Rosa Maria disse...

Partilho...
Beijo para ti

Alexandre disse...

A maré é irreverente porque tão depressa está baixa como alta. Goza connosco e nós sem nada podermos fazer... porque a brisa e a areia são aliadas das marés... irreverentes!

Muitos beijinhos!!!

cõllybry disse...

Procura...é tão vasta,

Bjca doce

DairHilail disse...

passa no loucuras tens lá uma coisinha para ti...

Teresa David disse...

Percorrer caminhos, mesmo que errantes, � uma forma de saber que se est� vivo.
Andas desaparecida do meu blog. N�o queres ir at� l� mergulhar comigo nas �guas c�lidas de It�lia?
Bjs e boa semana, se poss�vel

C_britto disse...

A Marta querida,

Nos encantando com seus poemas e despertando os nossos sentidos.

Beijooss.
Fica bem!
Cuide-se