sexta-feira, 20 de julho de 2007

DESEJO









Loucura pensar em branco...



Vestir-me de branco...




Um chamariz,




um convite ao sol,




hoje sonolento e esquecido,




que este nevoeiro deprimente e pegajoso...




expulse...




Me deixe partir à procura de cascatas,




riachos, lagoas e lagos...




Neles mergulhar




os pés cansados, inchados e doridos...




Com trovões, rugidos de leões,




O som da água a cair,




a despedaçar-se, a brotar da nascente...




fantasiar, sentir....




E desejar que sempre Verão...




Seja............




P.S.: Imagem tirada da Net




6 comentários:

Paula Raposo disse...

Gostei deste teu poema branco! Beijos.

Bruxinhachellot disse...

Sentir acima de tudo.

Beijos amigos.

Alexandre disse...

E sempre Verão será... se assim o quisermos! No branco nos deleitamos, no branco nos revemos, o mundo é branco, o céu é branco, os afagos são brancos de luz intensa...

Muitos beijinhos!!!

A. Jorge disse...

Lindo! Lindo!
Obrigado pela tua visita e pelas palavras!
Quanto ao post em comum, vamos a isso. Será uma experiência nova em que terás que me orientar porque nunca me vi nessas andanças. Quando quiseres diz!

Abraço

Jorge

.:mÁrCiO:. disse...

Grande jogo de palavras... muito bonito!

Carmem L Vilanova disse...

E será sempre...
Lindos desejos os teus... que devem e podem ser realidade...
Beijos, flores e sorisos para ti, minha linda amiga!
e um lindo fim de semana!