sábado, 14 de julho de 2007

INDIFERENÇA







Indiferença….

Orgulho….

Detesto…

sentir-me “parte da paisagem”………………

Sou muito mais do que isso….

Continuo a ser imponente…

Respeito exijo…

Meros pilares de pedra???

Sou um símbolo….

Ajudei a desenvolver esta zona da cidade……….

Ninguém pode esquecer o papel que tive na travessia do rio para Gaia….

Os milhares de pés...

E os olhares, tristes, pesados de quem resolveu partir…
para sempre……………….

E uma última vez para esta margem olhou………….

E viu-a…

Como eu a continuo a ver…………

Forte, lutadora

…seja ao amanhecer….seja ao entardecer………




P.S.: Pilares Ponte Pênsil - Ribeira - Porto - Foto tirada por mim...





A 7ª maravilha pessoal:



O silêncio - admiração, refúgio, tranquilidade




5 comentários:

starxandra disse...

E que grande maravilha essa!
Sabes que muitas das vezes não compreendem o meu silêncio????
E é tão bom estar nele...
Beijinho!

Vitória disse...

Ola...

Essa não conheço ... mas parece um bom lugar para nos 2escutarmos2...

bom fim semana
Beijo
Vity

Maria Clarinda disse...

Sim o silêncio....
E ainda bem que ele foi visto por ti, para nós em silêncio lhe prestarmos a homenagem merecida !
Jinhos

©õllyß®y disse...

Silêncio quando desejado é muito bom, já quando forçado é pessimo...
a indegerença então....

Bjca doce

Alexandre disse...

O silêncio também é uma das minhas maravilhas! E quanto ao poema... uma ponte que bem poderia ser uma... pessoa!

Aliás, as pessoas são pontes para uma qualquer coisa, são uma passagem para outra margem, margem essa que muitas vezes nos confunde e nos faz ancorar em portos ao entardecer ou ao amanhecer...

Muitos beijinhos!!!