quarta-feira, 11 de julho de 2007

DUELO








Em noites de chuva grossa…

Como inimigos….

Como dois leões…pelo território….

Dois pugilistas…pelo título de campeão…

Esgrimistas….de florete em punho....

o vento e o rio….enfrentam-se…
chocam...
perdem o norte.....

Eu…em perigo…
oscilo....
baloiço…
perigosamente.....
nestas águas ultrajadas....

Tento...
mas não consigo...
esconder-me…passar despercebido....

Gosto mais quando….

num gesto imperioso, sempre dominante

o rio.....o casco... me beija………….

Sempre abraçado à proa...

o vento encanta-a com uma potente voz de barítono....

Subindo....com as pipas prontas para receber o néctar ....

abençoado por Baco.......


P.S.: Foto tirada por mim no cais da Ribeira - Porto




Outra maravilha pessoal....


Chuva - o som a bater nas vidraças....





7 comentários:

un dress disse...

hoje, marta, as velas dos barcos estavam abertas, no cais de gaia...liiiindo!!! :)


beijO

Peter disse...

E na cara, apanhar com aquela chuva miudinha, gosto.

Costumo comprar a revista "Sábado" e na última vinha uma moça sentada sózinha no cinema e que foi entrevistada.
Por coincidência tinha o teu nome. Não me digas que eras mesmo tu?

.:mÁrCiO:. disse...

E digo-te uma coisa... nem Camãos faz melhor!!!

Alexandre disse...

O vento e o rio são inseparáveis tal como a vida e o sonho!!!

... Mesmo baloiçando num gesto imperioso...

Muitos beijinhos!!!

Teresa David disse...

Gosto muito do texto tão bem ilustrado pela foto que tiraste. tu vais lá...continua a captar a poesia da imagem!
Bjs
TD

C_britto disse...

Marta,

Perfeito como sempre!

Marta espero que continue a passar esse teu brilho aos outros, e a tua magia com as palavras!!!

Beijoo querida!

Fica bem
Cuide- se

cõllybry disse...

Chuva, sabe bem ver quando estamos em aconchegadas...

Bjca doce