sábado, 26 de março de 2005

SER OU NÃO HUMANA

Diz o povo “Dorme com Deus e com os Anjos” e ontem, acordei em paz comigo mesmo.
Saí para a rua e misturei-me com os outros anoraks e guarda-chuvas, pois a chuva e o vento forte marcaram presença neste dia – uma presença inesperada para a Páscoa, que se diz ser a época do recomeço.
E quando se pensa em recomeçar, pensa-se logo em Sol, Calor, Cores Vivas e em Sorrisos.
A chuva e o vento impediram o Sol de aparecer, mas não a música, as máquinas fotográficas e gente, muita gente a falar com sotaque!
O Patinho Feio não entrou na Igreja, para agradecer a Deus, porque achou que Deus já sabia que ela estava em Paz.
As marcas do medo e da insegurança, que fazem às vezes com que ela hesite, estão ainda visíveis, mas não tenho que ser sempre forte!
De vez em quando, tenho mesmo que quebrar e chorar!
E não tenho vergonha em confessar que tenho medo, sim de, um dia não ser capaz de me erguer do chão e continuar a andar!
Sou humana, não sou?

Sem comentários: