terça-feira, 28 de dezembro de 2004

PEÇO A DEUS

Já lerem “As Horas” ou “Mrs Dalloway”?
Lembram-se do filme?
Neste momento, sinto-me como a “Mrs Dalloway” – ela organizava as festas para encobrir o silêncio e se pudesse, eu também o faria!
Detesto essas frases “clichés” – “ninguém disse que a vida é fácil”, “isso não é nada! Pensamento positivo”, etc!
Não é isso que me irrita, que me enerva – é saber que estou impotente, que nada posso fazer ou dizer a alguém que, tal como eu, está cheio de medo!
Uma operação é sempre uma operação e de quem falamos, é alguém que tem um lugar de destaque na minha vida - o meu Pai!
A única coisa que posso fazer é colocar o destino nas mãos de Deus e esperar!
Sei que ELE não me vai abandonar nesta hora em que se duvida de tudo e de todos – sempre O senti perto de mim – e tudo o que peço agora são palavras de conforto – palavras ditas com sinceridade, de coração, de alguém que compreenda a dor do outro e quer que as suas palavras criem raízes no coração.

4 comentários:

Marta disse...

Acho que nesta alturas, não há mesmo mais nada a fazer do que confiar e rezar, Ele sabe o que é melhor. Espero que tudo corra bem. Beijo

Lola disse...

Hello from Canada!

lobices disse...

...um abraço sentido e forte deste lobo teu vizinho... com os votos sinceros de que tudo corra bem...

Aluena disse...

Marta, Venho desejar de todo o meu coração que tudo corra bem. Estou pedindo a Deus. BJS e muita força. Até Breve minha querida amiga.