sexta-feira, 17 de dezembro de 2004

CARINHO A DAR

Folheio a lista do telemóvel à procura do teu nº, mas hesito!
Sabes, hoje preciso de "colo" - de me sentar nos teus joelhos, sentir os teus braços à volta da minha cinta e enfiar a cara no teu ombro.
Não sei se é a atitude correcta duma senhora - pelo menos, é o que a minha mãe diria! Ela tem ideias fixas sobre o que é e não é correcto e decerto que me chamaria a atenção!
Mas, não estamos a falar da minha mãe - estamos a falar de mim e da vontade que eu tenho de sentir um corpo quente enroscado no meu!
Nem estou a falar de sexo; estou a falar de carinho, de calor humano que todos precisamos e que, neste momento eu não estou a receber!
Estou cansada e pensei que se ouvisse a tua voz .......
Não, não vai mudar as coisas; mas, quem sabe?? tu podes ver as coisas dum outro ângulo e discutindo o assunto, talvez se chegue a uma conclusão.
Sei que não sou a única que teme pela estabilidade da vida e talvez não tenha o direito de te sobrecarregar com este meu problema.
Mas és o único que me ouve até ao fim, que não "sacode" os meus problemas como insignificantes, que não te importas de me ver chorar!
Vou telefonar-te, sim; vou sentar-me nos teus joelhos, mas não vou falar.
Vou apenas fechar os olhos e pensar que estamos os dois em qualquer lugar exótico a gozar a companhia um do outro, com muito calor humano e música sedutora!

Sem comentários: