quarta-feira, 17 de novembro de 2004

SER VISTA

Gosto do que vejo espelho!
Ainda sinto os olhos um pouco doridos e vermelhos, mas disfarçei com uma sombra um pouco mais forte que o habitual.
Para os lábios, escolhi um baton acastanhado para combinar com o laranja da minha camisola.
O resto - o sol e o vento encarregam-se de devolver a cor à uma pele sensível e pálida!
O sorriso? Não é um sorriso rasgado ou brilhante que ilumina os olhos.
É discreto, ainda mostra o quão frágil me sinto, mas não deixo de tentar que ele apareça, porque é fundamental para que eu deixe definitivamente o meu "luto".
Ah, sim o livro, também está aqui, porque hoje eu vou andar por aí, entrar naqueles locais que, por tempos, deixei de frequentar!!!Não sei quem vou encontrar, mas pelo menos, vou sentar-me a uma mesa, ver gente e ser vista!!!

1 comentário:

frog disse...

...Sim, fizeste bem. Não podemos viver com as sombras do passado, particularmente quando ele nos não é grato.
E uma boa saída, um passeio, umas compras ajudam sempre.

Bjs