segunda-feira, 1 de novembro de 2004

BOLEROS, SALSA E ETC

Voltei a ter insónias e para relaxar, tentei pensar em coisas simples, pouco profundas, mas que tivessem, falassem de beleza.
Quando dei por mim, estava a pensar no cheiro agridoce do café que perfuma a casa quando se acaba de almoçar. Associa-se logo esse cheiro forte e rico a um país quente, cheio de ritmo, de fogo que se espalha nas danças exóticas, sensuais!
Ou porque não falar do pão quente, acabado de fazer?
De sentir os dentes a partir a crosta, bem tostada, e a enterrar-se no miolo, onde a manteiga já se entranhou, mas ainda escorre e se não tivermos cuidado pinga nas mãos?
Adormeci, convencida que estava a apanhar café, a cantar e a brincar com os outros. Porque é isto que falta – não cantamos nem brincamos o suficiente!
Nem dançamos – deixamos de dançar os boleros, os tangos, a salsa e tudo isso faz parte da arte de sedução.
A sedução é uma arte e até isso se perdeu!
Talvez esteja a entrar num caminho que desconheço, mas a vida é cheia de fantasias, de sensações novas e quem sabe? Aprender danças sul-americanas talvez ajude a dar um novo ritmo à minha vida!

1 comentário:

frog disse...

Às vezes é bom saudar assim a manhã! Quer seja com um novo sonho, ou com um copo fumegante de uma bebida quente. Tudo parece mais leve e as preocupações menos importantes... e as danças e melodias sul americanas parece-me boa ideia. Dançar com a vida ao ritmo de um quente e sensual tango de Gardel!...

Um beijo e boa semana