terça-feira, 3 de janeiro de 2017

DEPOIS DO JULGAMENTO - PARTE II


A vida começa a ter sentido e relaxo...

Demais, pois quem vou encontrar na fila para pagar o estacionamento? O Inspector Leandro...

Tal é a surpresa que deixo cair o porta-moedas. Todos olham e claro que o Inspector me reconhece e diz amavelmente:

" Olha, olha...O meu amigo Zé! Por aqui?"

" Pois é, o Mundo é mesmo pequeno.  E o Inspector? Foi transferido ou está apenas de visita?" pergunto delicadamente.

" De visita, Zé... E tu? Não te vejo desde o..." Céus, espero que não fale do julgamento; essa parte da minha vida não existe aqui.

" Quando nos encontramos no Hotel das Fragas." digo num momento de inspiração.

O Inspector fica calado, olha-me fixamente e eu tenho vontade de desaparecer.

Felizmente, é a vez dele pagar e considero a hipótese de fingir que me esqueci de qualquer coisa e voltar ao Centro Comercial.

"Não, não, pensa, idiota, não achas que ele consideraria isso suspeito e não avisaria as autoridades locais de que há um novo burlão na cidade?" murmuro para os meus botões.

O Inspector tira o recibo, dobra-o cuidadosamente, cede a vez ao próximo e ao passar por mim, aconselha:

" Tem cuidado contigo, Zé... Não te percas!" e afasta-se. 

Suspiro de alívio e apresso-me a pagar. Quero sair deste parque o mais rápido possível...



                                                          CONTINUA





2 comentários:

Sofá Amarelo disse...

O mundo é mesmo pequeno... e tantas temos provas disso... serão coincidências, acasos, ou terá que ser mesmo assim? Pois, neste caso, os protagonistas não ficaram felizes por se encontrarem, mas não tinham outra hipótese que trocar umas palavras... esperemos pelos próximos episódios...

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Um encontro que provocou reações de ambas as partes.
O que sucederá?
Só nos próximos capítulos que aguardo com expectativa.
Beijinhos e bom fim de semana. Ailime