segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

RAINHA DA FESTA





Estás LINDA!!!!
Vais ser a rainha da Festa!
Todas as meninas vão escolher o rosa, o azul e o branco.
E tu escolheste o preto!!!!

Gosto do teu ar misterioso,
desse teu sorriso envergonhado.

Mas porque olhas para o chão
e não para mim?
Vá lá, olha para mim.

Ok, não olhes, mas dá-me a tua mão.
Um cavalheiro zela sempre pela sua dama
e é uma honra acompanhar-te até à festa da Isabelinha...

Eu comprei-lhe uma boneca e tu???



Desconheço o autor da imagem (via Net)

7 comentários:

R.B.Côvo disse...

A inocência de uma criança... Bem retratada nesses diálogos. Abraço.

Sofá Amarelo disse...

Pelo embrulho ela talvez lhe tivesse comprado um chapéu, um chapéu do género do que ela própria usa, porque as meninas gostam de adereços bonitos...

JPD disse...

Uma ternura esta narrativa.
Bjs

Daniel Costa disse...

Marta

Escreveste um poema marilhasamente enternecedor. Uma boa poetisa, como tu, por vezes ainda consegue surprender. Francamente, apreciei muito.
Beijos

Secreta disse...

"...dá-me a tua mão..." que eu protejo-te.

© Piedade Araújo Sol disse...

acho que o presente da menina nao deve ser nenhuma boneca, como ela já é imaginativa na cor da roupa, deve levar algo invulgar para a isabelinha.

um beij

JB disse...

Simplesmente ternurento... quanta inocência espelhada em cada passo, em cada verso, sempre lado a lado!

Fiquei deliciada! Tudo, quando se é criança, permane tão doce, tão simples...

Adorei!!!

Beijinho