sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

INCAPAZ



















Hoje, nem as palavras
me obedecem.
Estão vazias,
esmagadas
em mim.
Nada se encaixa.
Nem o teu olhar,
pousado em mim.
Não me reconheço
e a minha pele arrepia-se,
com a estranha sensação
de que,
a qualquer momento,
se abrirá numa chaga.

Não vou pedir perdão.

Se gritar bem alto
no seio da Lua.
Se te ignorar
e te expulsar
desta sala vazia.
Onde ninguém fala ou ri
Onde ninguém ama
Porque eu sei que me amas
e hoje eu sinto-me incapaz
de me amar,
para te amar intensamente

Foto de Daniel Pedrogam, "Sound of Silence" (Olhares)
Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas

8 comentários:

Patrícia disse...

Neste poema, abordaste um conceito muito interessante e que eu defendo. O amor por nós mesmos, para podermos dar os outros. Acho que esse é o expoente máximo de uma relação bem conseguida.

Bem, neste primeiro dia de 2010, quero desejar-te, acima de tudo o que escrevi no meu blog "O Poder da Ironia" , muita capacidade literária, paz, amor, saúde, todos os bons sentimentos.

Beijinhos Marta=)
Patrícia

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, doçura*
*Ser poeta é trazer no corpo e na alma, a pureza dos sentimentos... cravados no coração, e expostos
em versos.
Ter um coração transpassado pela dor da paixão. Que ao sangrar,
transforma as lágrimas no mais lindo poema de amor.
Lembrar das paixões, dos amores e dos êxtases intensamente vividos. Ver no amanhecer e sempre no amor, o motivo maior para escrever*
Minha querida, que pelas palavras expressas os sentires em pequenas doses, beijando-me, hoje sou eu que te dou o mais doce beijo com as sílabas das línguas em pétalas de um singelo sorriso para que te floresça na alma este carinhoso cumprimento: I Love You* Have a Wonderful Life and a Great 2010!*
Renata

José Rui Fernandes disse...

Ah, ah... ressaca de Ano Novo!
Depois nem as palavras obedecem... o olhar fica desfocado... :)

Mais a sério:
Amar, mas sem nunca perder o amor próprio. Mesmo quando é menos intensamente...

Feliz Ano Novo!

angel bar disse...

Bom Ano de 2010.

. intemporal . disse...

.

. entre o.hoje e o presente.agora .

. soberbas as palavras que de imaculadas são acrescento .

. um bom domingo . beijos mil .

.

. paulo .

.

angel bar disse...

Há uns tempos atrás, numa convenção onde estive presente, a oradora perguntava e comentava:

De manhã sorriem para o espelho ?

Se não sorrirem para o espelho ele nunca vai sorrir para vós...

Que este ano seja um ano de sorrisos...

Feliz 2010.

Sofá Amarelo disse...

Dar e receber, partilha, partilhar, só somos capazes de dar (amar) quando estamos bem connosco próprios. Há que sentir o pulsar da Lua para que se ame intensamente... de outro modo o amar nunca será pleno...

Nilson Barcelli disse...

Soberbo, querida Marta.
Nem digo mais nada...
Beijos.