segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

EXISTES













Para mim,



tu existes



Para mim,



não há palavras




Para mim,



há abraços e beijos



Para mim,



há tudo a dizer



mesmo que eu negue



verbalmente.



Adoro-te,



amo-te,



gosto-te.



Qual a diferença?

Não quero saber.


Sei que existes.



Em mim.




Foto de Marcos Sobral Nudes & Fashion "Coast Beauty" (Olhares)

Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas

9 comentários:

Carmem L Vilanova disse...

Isso sim, é amor, minha linda!
Lindo ler-te!
Beijos, flores e meus eternos sorrisos!

uminuto disse...

e esse existir é quanto basta
um beijo

uminuto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson Barcelli disse...

Uma bela declaração de amor feita poema.
Gostei, querida amiga. Mais uma vez conseguiste imprimir muita força às tuas palavras.
Boa semana, beijos.

FOTOS-SUSY disse...

OLA MARTA, BELISSIMO POEMA...LINDA MANEIRA DE AMAR...ADOREI...QUE TENHAS UMA FELIZ SEMANA!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

alice disse...

e é ao termos alguém em nós que crescemos, querida marta. um grande beijinho.

Secreta disse...

E isso é tudo, não é?
Beijito.

Sofá Amarelo disse...

Existir com toda a força é o ponto de partida para o êxtase ou apenas para o manifestar de emoções e sentimentos que as palavras por vezes não dizem...

legivel disse...

... Desidério leu a mansagem e cogitou «Isto só pode ser comigo. Pois se eu existo!Vou telefonar-lhe». E se bem pensou, melhor o fez. Eglantina ouviu-o atentamente e respondeu-lhe com aquela parte do poema em que se lê ... que eu negue verbalmente. Desalentado, ele desligou, já não ouvindo «Adoro-te... .

Beijos e sorrisos.