sábado, 16 de janeiro de 2010

ACORDADA






















Grito,
gemo
de prazer
quando viajas
em mim.
Forte,
densa,
perigosa
essa chama,
nesse labirinto
em que se tornou
o nosso corpo.
E eu pergunto-me
se não estarei a
sonhar acordada

(Continua)




Foto de Rodrigo Reis, "Pensar, sonhar, realizar" (Olhares)
Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas

10 comentários:

Pekenina disse...

Sensações dessas são por vezes inacreditáveis. Daí nem sempre sabermos ao certo se tudo é ou não real :)
Beijinho

Graça disse...

Acordada,nas palavras sempre cheias de sentimentos... vou esperar pela continuação :).


Beijo para o teu domingo, querida Marta

Patrícia disse...

Fico à espera desse continua... para já este bocadinho já me abriu o apetite.

P.S: Tens muito bom gosto a escolher as canções e os intérpretes. Rui Veloso e a música "Porto Sentido"... Fantástico.

Beijinhos Marta=)
Patrícia

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Sensações vividas e vívidas. Lindo!
À espera.
Beijos querida Marta.
Renata

Secreta disse...

Aguardo a continuação...
Boa semana :)

Nilson Barcelli disse...

Nunca vi poemas com continuação... é uma inovação tua, está visto...
Gostei do poema, querida amiga. Muito sensual...
Boa semana, beijos.

FOTOS-SUSY disse...

OLA MARTA, MAGNIFICO POEMA...COM MUITA SENSUALIDADE...ADOREI...VOTOS DE UMA FELIZ SEMANA!!!
BEIJOS COM CARINHO,


SUSY

JPD disse...

Num estado de arrebatamento como o narrado, acho que não.
Verdadeira vertingem de afectos.

Muito bom.

Saudações

João Videira Santos disse...

...Mesmo "continuando"...gosto!

Sofá Amarelo disse...

O Prazer é um misto de sonho, de sentidos despertos e êxtase. é talvez um dos momentos mais difíceis de descrever... mas bom , muito bom, de usufruir...