quarta-feira, 26 de novembro de 2008

ENTRE PALAVRAS





Sensuais…
As tuas palavras….
Bloqueiam as minhas….



Encostadas ao teu peito ficam….

...........Nada dizes

Nada te pergunto....




Sei apenas

Melhor talvez dizer...

Sacio....



As minhas palavras…
No teu corpo….





(Foto de Carlos Manuel Pereira, 1000 Imagens)

(Textos protegidos pelo IGAC)

6 comentários:

Secreta disse...

Porque por vezes , as palavras são dispensáveis...
Beijito.

Só Eu disse...

E nem água posso ser. Nesta secura a que o trabalho me tem tornado.
Já sinto uma falta enorme dos meus textos preferidos (onde cabem, sem duvida, os teus...)
Falta pouco para voltar.
Até lá, beijinhos Marta.
Ricardo

Nuno de Sousa disse...

Uma palavra chega para definir este teu belo momento... soberbo. Adorei
Bjs e uma boa noite minha amiga,
Nuno

Betty Branco Martins disse...

.querida_______Marta





passa por favor no


"Fragmentos"










beijO_____C_____carinhO

Sol da meia noite disse...

O sentir completa as palavras... calando-as...
E sem palavras, se saboreia o momento...

Beijinho *
:-)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Nada melhor do que ficar calada e saciar as palavras no corpo de um homem. Poema lindo, Marta.
EStou aqui, querida, porque ontem eu quase perdi a vida, um bandido ficou 2 horas com uma metralhadora na minha cabeça. Só sobrevivi porque estou grávida, gravidez de alto risco, pois tenho 45 anos. Então, hj estou blogando sem parar.
Posso... vou pegar um poema seu e publicar no meu novo Blog, se não quiser, eu tiro. Quando der, dá um pulo lá para ver se gostou.
beijos, amiga,
Renata