sábado, 13 de setembro de 2008

PERTO DO CÉU









Hoje, não espero por ti
O nevoeiro aproveita-se da tua ausência…

E, majestoso desce das montanhas
Mágicas….

Com um ligeiro tom azulado…

Por estarem tão perto do céu………

Sempre pensei que o poderia tocar….

E, ser também parte dessa magia….


(Foto "Feeling Blue", Alexandre Costa, Olhares.Com )
(Textos protegidos pelo IGAC)

9 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Por motivos horríveis que não pude contornar, fui obrigada a fazer um post cala-boca. Pegue suas flores, não é preciso ler tudo.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Vc é realmente telúrica, Marta

Sol da meia noite disse...

E não podes tocar...? Apoderar-te do que te envolve...

Beijinho *
:-)

cõllybry disse...

De olhos fechados...levemente quase poderá tocar...

Belo

Beijito

Alexandre disse...

Acho que se quiseres - mas se quiseres muito - poderás tocar e alcançar a magia das montanhas em tons de azulado... tão perto do Céu!!!

ematejoca disse...

O nosso Eugénio de Andrade. Nao nasceu no Porto, mas pelo menos morreu lá.

O já deixei comentário no seu blogue há já algum tempo. Mas penso que foi no outro.

Nao interessa, vou adicioná-la ao meu blogue pera facilitar as visitas. Espero que nao se encontre.

O que é que temos em comum?
A nossa cidade é o Porto.
Somos ambas do signo das Gémeos.
Pertencemos à Tribo dos Afectos.

Saudacoes de Düsseldorf!

Nuno disse...

Magnifico momento com uma bela imagem bem associada ao poema.
Gostei.
Bjs
Nuno

Nuno disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Nuno disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Só Eu disse...

Quero ser o pouquinho que te falta para poderes tocar.
Hoje espero por ti e
nem o nevoeiro te esconde.
Beijinhos