sábado, 12 de julho de 2008

STOP





Há muito que o vento não me fala…



Ou talvez seja eu quem não o escute…



O tempo passa depressa demais…



Arrasta-me….



Impondo uma velocidade única….



Não é possível fazer “stop”



…………e dizer “fico por aqui”……



Apenas nesse momento….



Em que me resguardo em ti…………..




(Foto "Liberdade" José Duarte, Olhares.Com)


(Textos protegidos pelo IGAC)

6 comentários:

Pekenina disse...

A vida não pára mesmo... nem espera por nós...

Apanha esse comboio e muito boa viagem =)

Beijo*

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Marta, minha querida:
Fiz dois posts com obras do Carlo Rochas como desenhista e pintor. Vá prestigiá-lo:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo da Rê

Alexandre disse...

Pensei um dia fazer um acordo com o vento e um acordo com o tempo, mas nem um nem outro quiseram saber de mim...

muitos beijinhos, Marta!!!

Só Eu disse...

O vento leva, o vento apaga, o vento...
Lindo. Muito bonito mesmo.
Beijinhos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Marta, querida:
O post que fiz é especialmente dedicado às mulheres. É sobre o novo sex symbol de Hollywood e, portanto, do mundo.
Apareça por aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,

Sol da meia noite disse...

Tempo que não pára... Vento que nem sempre sopra...
A vida... nós...

Belo!


Beijinho *