terça-feira, 1 de julho de 2008

CLARIDADE DO DIA





Não posso escalar o Sol….


Mas reencontro-o no sabor do vento….


Esquivo, sedutor como sempre…o vento….


Insiste em derramar sobre mim a claridade do

dia….


Mas busco as cores da sombra….


A frescura da água….


Num oásis esquecido….


Já que não posso escalar o Sol……….





(Foto "Escalando o Pôr do Sol", Hilton Pozza, 1000 Imagens)







(Textos protegidos pelo IGAC)

5 comentários:

Fernando Rozano disse...

a vida em todas as vidas, o sol, as cores da sombras, a água...belo, Marta. meu abraço.

Só Eu disse...

Marta.
Esperavas tu que eu gostasse...
Em que é que estavas a pensar?
É possivel não gostar da busca das cores da sombra? Da frescura da água...num oásis esquecido?
Então? Isto é poesia e eu gosto de poesia. Assim sendo, numa relação directamente proporcional, porque gosto de poesia, gosto de ti!
Mil beijinhos claros como a luz do dia

Alexandre disse...

Escalar o Sol, excelente ideia que me deste - acho que vou tentar escalar o SOL!!! O vento me ajudará!!! Obrigado pela sugestão!

Muitos beijinhos!!!

Secreta disse...

Sol , sombras , oasis ... de sentires.
Beijito.

© efeneto disse...

...mistura de cores e "sabores" ao "som" da frescura da água...
Tal como diz o amigo "Alexandre"...bela sugestão de escalar o Sol....

Beijito de amizade e fidelidade para com o "Grito".