quinta-feira, 31 de julho de 2008

LIVREMENTE
















Despes-me o corpo…



Vestes-me a alma…



Num trocadilho….



De desejos e olhares….



Que a minha pele decoram….



No toque das tuas mãos….



Livremente………



Amando-me……….






(Foto "Entrelinhas", Fátima Serrão Gomes, 1000 Imagens)
(Textos protegidos pelo IGAC)

9 comentários:

Sol da meia noite disse...

Poucas palavras... mas todas elas a voar livres, nas asas dum sentir que se liberta...

Jinho *

Só Eu disse...

Gosto particularmente do despir do corpo vestindo a alma. Muito bonito mesmo.
Ai o amor...
Estás melhor do que nunca.
Beijinhos (não os da praia que continuam à nossa espera...)

Fernando Rozano disse...

tua escrita é envolvente e rica. gosto muito. beijo, Marta e feliz dia.

Secreta disse...

Veste-te de sentires e emoções!
Bom fim de semana :)
Beijito.

Xinha disse...

Minha querida,
A cada dia a sua escrita é mais envolvente e intensa...
Amar livremente, sem medos... Lindo !!

Vou de férias, mas antes peço-lhe desculpa por não ter tido empo (ainda) de lá aparecer. Quero também deixar-lhe um beijinhos muito especial e agradece-lhe pelas suas sempre simpátics paalvras!!!

Xi-coração

tempoparaamar disse...

Quem dera acordar assim leve, e a suspirar.Beijo e bom fim de semana.
Salomé

cõllybry disse...

Ma leveza do amor...Livre esvoaça numa brisa suave...

Ola Marta, Beijitos ternos

Alexandre disse...

O corpo é parte da alma, é uma pequena parte da alma, porque é ela a alma que prende verdadeiramente, que nos «arrasta» livremente ao som dos toques suaves e dos olhares despidos!!!

Nuno de Sousa disse...

Nada como sermos livres para o que queremos ter.
Bjs
Nuno