quarta-feira, 9 de julho de 2008

IGNORO






Hoje….




Sono leve demais….




Sonhos ou pesadelos….
não sei……….




Tempo sombrio…




Com nuvens pretas…




………..Numa ameaça de chuva que ignoro………




Abençoo quando cai sobre mim….




Esculpindo-me no corpo….




Uma outra forma de nudez……





(Foto de Sara Sa, Olhares.Com)
(Textos protegidos pelo IGAC)

6 comentários:

Sol da meia noite disse...

Entendo bem a contradição subjacente às tuas palavras... de tudo nos alheamos, a tudo ficamos receptivas...

Bj *

Fernando Rozano disse...

belo, Marta, com uma riqueza fantástica: "Esculpindo-me no corpo/uma outra forma de nudez...", linda imagem. beijo e carinhoso abraço.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Para variara um pouco, Marta, o seu poema é lindo. Já que não posso ficar sem fazer nada, senão olho no espelho e me vejo magricela, 39 quilos, por causa da quimio, resolvi fazer algo aqui. Enquanto coleto material para "Bonequinha de luxo", postei sobre o filme "Sombras de Goya" que em Portugal ficou como no original "Os Fantasmas de Goya". Apareça por aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,

PS: Traduzi um soneto de Shakespeare e pus no post

Só Eu disse...

Essa escultura eu pagava para ver...
Que dizer?
Maravilhoso.
Beijos

Tibéu disse...

Lindo Marta. Parabens

Ant disse...

às vezes é a contradição aparente que nos faz correr...
mais que não seja para não nos molharmos (...)
bj