quarta-feira, 24 de maio de 2017

ESTRANHO - PARTE V


Entretanto, o Torcato tentou contactar um colega nos Narcóticos e o Bernardes consultou casos antigos para tentar descobrir um desconhecido sem a mão direita.

O telemóvel do Bernardes tocou e era uma patrulha que tinha visto um carro suspeito em frente a uma casa em ruínas.

Como a casa ficava numa rua transversal ao Jardim, acharam melhor avisar o Departamento.

" Fiquem aí até chegarmos."  instruiu o Bernardes que fez sinal ao Torcato que se levantou de imediato.

Os dois seguiram à velocidade máxima permitida e dez minutos depois, examinavam o carro, um Citroen vermelho.

O Torcato verificou a matrícula enquanto o Bernardes abriu a porta da frente que não estava trancada.

Viu logo manchas suspeitas no lugar do condutor e no banco traseiro. Resolveu abrir a mala do carro e recuou com o cheiro nauseabundo.

Lá dentro, estava um corpo, sem a mão direita, reparou de imediato Bernardes que pediu ao polícia para chamar o médico patologista e a equipa forense.

" O carro é de Jorge Viriato, dito "Bicudo" e corresponde à descrição que nos deram ontem. Tem cadastro por posse de droga, mas fez serviço comunitário. Nunca esteve preso!" esclareceu o Torcato. " Ups! Será este? "

" Não sei." admitiu Bernardes " Vamos dar uma volta pela casa. Pode ser que se encontre alguma coisa que explique o que se passou aqui."


CONTINUA




1 comentário:

Sofá Amarelo disse...

Casa em ruínas é sempre um bom ingrediente para aguçar o mistério e emprestar uma aura de suspense ao que vem a seguir... e como se viu a cena prosseguiu com a descoberta macabra de uma suspeita macabra... e agora, será que o puzzle fica completo ou tudo não vem baralhar ainda mais as coisas?