segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

CARTA - O SORRISO


" Meus caros amigos,

Será esta a última carta que vos escrevo em 2016?

Não sei... Na verdade, neste momento não quero decidir nada.

Poderá não ser boa prática adiar o inevitável e sei que tenho que o fazer.

Até já o posso ter decidido, mas hoje, neste momento em que respiro ao Sol, não quero falar nisso.

Esta poderá não ser a última carta de 2016 e prometo escrever várias em 2017...

Para que não se esqueça a arte de a escrever.

O papel personalizado ou a folha A4 que se arranca do caderno.

A caneta de tinta permanente ou a esferográfica BIC.

Se vou rir, chorar ou apenas desabafar, será apenas o retrato da Vida.

A que ninguém poderá viver por mim, é certo, mas podem ouvir-me...

Como sempre... 

Com um sorriso... Um abraço... Uma palavra... Uma mão estendida...

Até já.

Deixo....

                                                 Um sorriso


"

2 comentários:

Ailime disse...

Boa tarde Marta,
Será um gosto ler as suas cartas sempre que me for possivel e deixar-lhe um abraço de carinho e amizade!
Aproveito para lhe agradecer a generosidade dos seus comentários no meu blogue palavras ao longo do ano que está prestes a findar!
Desejo-lhe um excelente 2017 repleto de paz e harmonia e muitas cartas;)!!
Beijinhos,
Ailime

Sofá Amarelo disse...

Sorriso recebido em forma de Carta... e que ela - a Carta - não sucumba às facilidades e concorrências dos e-mails, dos SMS ou das aplicações... nada poderá substituir a Carta pois só elas transportam verdadeiros sorrisos... eu continuo a escrevê-las , agora com caneta BIC preta ponta fina... porque a Carta é intemporal...