domingo, 18 de outubro de 2009

LOUCAMENTE



Ama-me loucamente.
Revive-me em sonhos esquecidos.
Recria-me em todos os momentos.
Em sorrisos involuntários,
que apregoam
a vontade de cederes à tentação.
De vestires o corpo de prazer
e deixares que a alma se apaixone
febrilmente.
Torna a noite inesquecível.
Que, no meu corpo,
fique apenas o riso.
Que no calor do teu corpo,
fique à mercê
dos suspiros e dos sussurros
Por entre a prata e o dourado da noite,
siga caminho por entre o desejo.

Foto de Graça Loureiro, "Cou_Cou" (Olhares)

Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas

11 comentários:

José Rui Fernandes disse...

Loucas são as noites...
De sonho são os dias...
De quem assim se entrega à paixão!

Abraço,
José Rui

Carmem L Vilanova disse...

Noites decididamente loucas de sonho e paixao... amor em versos, paixao na pele, doce sentimento e a febre... a febre que vem de dentro a queimar-nos a alma louca de desejo...
Linda semana que se inicia, minha linda amiga... :o)
Beijos, flores e muitos sorrisos para ti!

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querida Marta





febrilmemte______a tua poesia...

.a


sensualidade da entrega
re.viver o desejo
que grita dum corpo


_________feito paixão...


...



lindo





_______________///








beijO______ternO
b.semana

Nilson Barcelli disse...

Há sempre, ou quase, uma dose de loucura no amor.
E tu soubeste cantar essa faceta através deste excelente poema.
Gostei imenso querida amiga.
Boa semana, beijos.

uminuto disse...

loicas noites que apetece perseguir- com um sorriso
um beijo

Maluco do Pão disse...

Estigante... Lindo...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Loucuras da noite
Sonhares dos dias
Paixão Permanente
De quem se Entrega
Sempre
A Recriação
No
Símbolo
De um
Riso!

Lindo!
Beijos, Marta,

Secreta disse...

Seguir o caminho do desejo, do amor, da entrega...

Patrícia disse...

Este poema tinha alma. Soou-me diferente não sei bem porquê.

Beijinhos Marta=)
Patrícia

Graça disse...

Magnífico, Marta... gostei muito.


Beijo meu e até já :).

Sofá Amarelo disse...

Há que vestir o corpo de prazer e despir a alma de sonhos esquecidos... há que seguir - sempre - os caminhos do desejo....