quarta-feira, 21 de outubro de 2009

BRAMIDO DO MAR



Adoro seduzir-te,
e encantar a noite.
Esta noite,
confundo-te.
Deixo-te completamente só.
Apenas as velas estão acesas
e a lingerie espalhada pelo chão.
Num cenário,
em nada exagerado.
Muito banal, até.
Mas porque não estou aqui,
nua em frente à lareira,
com um copo de vinho na mão?

Onde estou?
A sentir a fúria do mar.
Não o vejo da janela do quarto.
Cheiro-o,
no entanto.
Um cheiro forte,
a algas e a espuma,
cinzenta e cerrada.
Hoje, quero que me ames,
ouvindo, ao longe,
o bramido do mar.



Foto de Negateven "When my arms wrap around you" (Olhares)
Texto protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas


10 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

Que hei-de dizer, senão que este bramido é sedutor!
Belo poema de uma pena de brilho!
Abraço

Carmem L Vilanova disse...

Nada mais romantico do que amar ao "Bramido do Mar"... sedutor, apaixonante, envolvente... tudo junto, ao mesmo tempo... :o)
Muitos beijos, flores e meus eternos sorrisos, minha linda!

Carla disse...

e haverá melhor forma de amar do que esta?
beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, linda!
Vim desejar-lhe Bom Dia e ofertar-lhe um presente do Mestre, que vc já está farta de conhecer, mas como sempre jamais cansa (risos)

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.

E que posso evitar que ela vá a falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma .

É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um ‘não’.

É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…"

Novidade em nosso Blogue.
Beijos e Beijos,

PS: Depois a comento a preceito

uminuto disse...

com o som do mar com o pano de fundo. com a voz das ondas a cantarem o amor
um beijo

AnaMar (pseudónimo) disse...

Acho que nunca tinha vindo aqui.
Deve ter sido o mar que me chamou, com este belo poema que me lembra uma forma como também gosto de ser amada.

Bj

Sofá Amarelo disse...

Envolver os sentidos - todos os sentidos - com o bramido do Mar é sublime...

Peter disse...

Para mim, é dos melhores poemas que aqui tens publicado.

Nada como os blogues para darmos vazão aos nossos sonhos e ao nosso sentir.

Está aí um belo fds cheio de sol. Vive-o intensamente.

Graça disse...

Lindo, este, Marta... com a força do bramido do mar. Adorei.

avlisjota disse...

Olá Marta belo e sensual poema, gosto muito do bramido do mar...

"hoje quero que me ames,
ouvindo ao longe,
o bramido do mar."

Beijos

José