quinta-feira, 8 de maio de 2008

NO ESCURO

Por esta ou aquela razão, há frases que nos marcam…

Encaixam-se na nossa percepção das coisas, justificam certas atitudes….
.........certos sentimentos…


Como se a nossa vida fosse aquela frase….



"Crianças que tropeçam no escuro"


.........e porquê falar só das crianças,
quando os adultos tropeçam também?


As cicatrizes são diferentes?

A criança esquece mais depressa?...

Não, não esquece…



Pode apenas tratar a memória como um acontecimento
sem importância, banal mesmo…




Ou arrastá-la consigo toda a sua vida….……………….

ficando sem sonhos, sem desejos…

vivendo, apenas com medo………




Horrível….…………

viver, sentir, cheirar o medo….………..

com as suas imensas máscaras, línguas….

Sem conseguir olhá-lo nos olhos

e vencê-lo no seu próprio jogo….

Ou não…………….com desprezo……………



(Foto "Temáticas" Rafael Iturriez, 1000 Imagens)



Nota: Texto já colocado no blog, mas desenvolvido e reescrito








5 comentários:

Sol da meia noite disse...

É muito complicado falar do medo.
Há quem o edifique para se sentir poderoso, justificando-se, protegendo-se... confundindo o real com o irreal.

O medo é um sentir nefasto que bloqueia todos os outros sentires.
É prciso que não se tenha medo... nem de tropeçar, nem de nos ferirmos.

Bjs

Betty Branco Martins disse...

querida________Marta



excelente!!!






.o medo






tem que ser encarado





_______para se vencer




doutra forma_______é ele que nos domina








beijO____C____carinhO

Gerlane disse...

Superar o medo, eis um grande desafio, pois, com certeza, ele sempre atrapalha, limita a vida.

Beijos!

© efeneto disse...

Pressenti o naufrágio
que me deixou só neste deserto:
os seus olhos de mar já me haviam avisado.
Uma tempestade de palavras
silenciosas como convém
ou ardilosas como lhe convinha,
espalhou o caos no velame
e o barco desgovernou-se
e doeu-me no interior que sou.
****
Uma tempestade de palavras
Para lhe desejar um fim-de-semana
Cheio de sonhos concretizados.
Aproveite e leve uma recordação do
Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Para colocar junto á nossa amizade.
Deixo um saco de beijos e abraços,
Façam o favor de escolher e de serem felizes.

Alexandre disse...

Este texto está riquíssimo - sobre o medo nunca tudo está dito porque cada um sente o medo à sua maneira...

Para mim o medo que mais dói é o medo de perder alguém, seja fisicamente - leia-se morte - seja determinada pessoa deixar de existir para dar lugar a outra pessoa no mesmo corpo... isto acontece muitas vezes e eu tenho medo quando acontece...