segunda-feira, 4 de julho de 2005

UM "SE" A IGNORAR

Há quem diga que sou frágil e cheia de complexos.
Há quem ache que o meu maior problema é ser insegura.
Mas quem me conhece desde sempre, diz que estou muito mais independente, muito mais alegre e converso muito mais à vontade.
E é com um sorriso nos lábios que escrevo, porque resolvi arriscar e vou avançar com um projecto que discuti há algum tempo com a minha professora de francês.
Aprofundar ainda mais os conhecimentos de uma língua, em cujo universo navego facilmente vai permitir valorizar-me profissionalmente e em caso disso, “reconverter-me”.
Porque eu adoro fazer traduções; acho que o desafio é muito maior do que estar sentada a uma secretária a enviar e-mails
.
Lá vou eu empregar a palavra “excitante”, mas é a única que me ocorre, pois transmite tudo o que estou a sentir.
Tenho que me preparar, esclarecer todas as dúvidas possíveis, comprar um bom dicionário e sobretudo, pensar que vou conseguir.
Com tanta conversa à minha volta, de “eu sou brilhante”, “eu sou mesmo bom nisto”, etc, acho que não há qualquer problema se eu me vangloriar um pouco e disser que "vou ter um resultado brilhante"....
Ciente, no entanto que em 6 meses muita coisa muda e no dia do exame, posso "bloquear" e não ser capaz de traduzir uma palavra
- mas esse é um "se" que vamos ignorar!!!

2 comentários:

Dora disse...

Claro que vamos ignorar! Tens que acreditar em ti e na tua vontade! Ainda bem que tens um novo projecto que te dá alento, Marta! Uma boa semana para ti :-)

Carmem L Vilanova disse...

Adorei saber de teus novos projectos, Marta amiga! Nao somente o meu post "Você Pode", que lestes e comentastes, mas também o último, o que diz "Nao sei se posso... vou tentar!" dizem exatamente isto... que a tentativa em novos projectos é urgente, o resultado? Este só podemos saber se tentarmos e tivermos confiança em que podemos e que iremos ser vitoriosos... se por acaso houver uma falha, ou o resultado nao seja o esperado, o único que nos resta é ter paciência e saber que uma falha nao significa o fim, significa antes, a oportunidade de fazer melhor mais adiante... Por aqui costumam dizer "Learn, then burn" e assim deve ser, sempre, querida amiga!
Fico feliz por ti!
Deixo-te um beijo, um sorriso e uma flor! :)