quinta-feira, 13 de julho de 2017

THRILLER ERÓTICO - PARTE V


Há muito que não se sente assim – vivo. 

E, curioso, decide voltar ao clube naquela noite.

Quando a Carolina regressa, pede-lhe para ler o que escreveu. 

Carolina sugere algumas alterações e o resto do dia é passado a reescrever e a definir melhor as personagens.

Carolina decide não lhe falar das aulas de dança e o Jaime limita-se a dar uma versão simplificada da conversa com a dançarina.

Volta a sair naquela noite e a procurar a companhia da Matilde.

Hoje a conversa é sobre viagens e Matilde fala-lhe sobre a vontade que tem em visitar Milão.

É por isso que está a estudar Italiano, confessa e Jaime fica espantado.

Também dá aulas de dança numa academia, explica e dançar ali no Clube ajuda a equilibrar um pouco mais o orçamento.

Jaime acena que sim e sugere um outro encontro, noutro local, durante o dia.

Almoçar talvez? E sente-se corar como se tivesse outra vez quinze anos.


Se ficou surpreendida, Matilde não o demonstra e combinam um almoço para dali a dois dias num restaurante sossegado da Baixa.

Quando acorda, Carolina já está sentada ao computador a rever as notas do dia anterior.

Parece aborrecida e talvez tenha razão, admite, mas hoje não está com disposição para grandes discussões.

Por isso, senta-se e lê o que a Carolina escreveu.

Uau! Está impressionante esta descrição da dança de varão.” confessa.

Acho que é importante para situar a acção!” explica a Carolina, sem um sorriso. 
“ Há muita gente que a pratica apenas para esculpir o corpo e sentir-se sensual.”

Escusamos realmente de pintar o clube como um antro de perdição.” concorda o Jaime “ E o nosso detective pode apaixonar-se pela dançarina.”


CONTINUA

Sem comentários: