domingo, 9 de julho de 2017

THRILLER ERÓTICO - PARTE III


Nas primeiras academias que visita não há dança de varão.  

Há, sim danças latino-americanas e hip-hop, mas ainda não decidiram explorar essa vertente, explicam.

Carolina fica com a ideia de que a consideram como uma dança obscura, perversa e anota no bloco:

Dança depravada, ligada ao lado escuro da vida?” e vai à procura de uma outra academia.

Sim, aqui ensinam dança de varão e quer a Carolina assistir a uma aula e falar depois com uma instrutora?

Diz que sim e entra num estúdio onde umas quatro, cinco mulheres estão a fazer alongamentos.

Para aquecer os músculos, explica a recepcionista e saí.

Carolina fica fascinada com os movimentos sensuais que executam, mas a instrutora avisa-a de que é uma aula para “avançadas” e convida-a a participar numa aula para principiantes para “ se familiarizar com o varão e entrar em contacto com o seu corpo.”

Eu numa aula de dança do varão?” diz incrédula a Carolina. 

A instrutora sorri e repete: “ Vai ser óptimo para a sua pesquisa e para a sua personagem.”

Não a considera uma dança marginal, obscura?” pergunta a escritora, mas a outra abana a cabeça e diz: 

“ Não, vai sentir-se sensual, sexy, perfeita!” e Carolina aceita o desafio.

Promete voltar no dia seguinte e apressa-se a sair. 

Quando chega a casa, o Jaime ainda não está e Carolina liga o computador.

Organiza as notas numa pasta que grava com o nome de “Erótico”. 

CONTINUA

3 comentários:

Louraini Christmann - Lola disse...

Gostei de estar aqui.
Gostei de ver.
Gostei de ler...

abraço
Lola

Daniel Costa disse...

Marta
Eis um campo inexplorado por mim, mas gostei por achar bem interessante, o modo como o abordaste.
Bjs

Agostinho disse...

Estava para comentar no quarto erótico, capítulo, é bom de ver, mas não deu. A dança do varão será em vão este verão?
Vejamos os desenvolvimentos da história.
Boa noite, Marta.