quarta-feira, 7 de junho de 2017

O REGRESSO - PARTE IV


" É um caso muito triste!" confessou Leandro ao Comandante " Perderem dois filhos assim... Espero que o Bernardes consiga alguma coisa com a busca nos quartos."

" Estes casos são sempre complicados! Prossiga e se precisar de reforços, diga-me!" pediu o Comandante e despediu-se.

Leandro voltou a ler o relatório e perguntou ao Tavares se tinham encontrado algum telemóvel perto dos corpos, mas o detective abanou a cabeça.

Restava esperar pelo regresso de Bernardes; talvez tivesse descoberto alguma coisa que pudessem explorar.

Bernardes regressou quase no fim do expediente com alguma coisa para contar:

" Já deixei as escovas dos dentes no médico legista. E dei ao Torcato a lista dos amigos dos rapazes para ele os contactar e obter detalhes. Os quartos estavam limpos, nada de suspeito, a não ser esta nota." e estendeu um papel ao Inspector.

" Max Perdido - EUR 1500,00. " leu Leandro " Este nome não é estranho, pois não? "

" Não, já o encontramos várias vezes. O Gangue da Moda, é assim que se chamam." confirmou o Bernardes.

" Chama-o cá para uma conversa. Provavelmente, aparecerá com um advogado, mas frise que é apenas uma conversa." aconselhou o Leandro.

" Acha que o "Bicudo" lhe pediu dinheiro emprestado? " questionou o Sargento.

" Talvez. E, Bernardes? " Leandro fez uma pequena pausa antes de continuar " Peça ao Tavares para analisar a situação financeira dos Pais."


CONTINUA


1 comentário:

Sofá Amarelo disse...

Os inspectores, apesar de parecem pessoas frias, também têm sentimentos, e conseguiste expressar isso quando eles comentam a tristeza que é perder dois filhos, por exemplo... ou não fossem os inspectores humanos...