sábado, 24 de setembro de 2016

O SAPO CANTOR


Esta é a história...

                   De um sapo que queria ser cantor de ópera.  
                   Estudava noite e dia para grande aborrecimento dos vizinhos.

" Porque é que não trabalhas num estúdio?" perguntavam-lhe. O sapo prometia que assim faria, mas depois esquecia-se e na noite seguinte, os vizinhos acordavam sobressaltados com a sua voz potente.

" Isto não pode continuar!" disseram ao Ancião naquela manhã " Isto tem que ficar resolvido de uma maneira ou outra! Se ele não se calar, somos até capazes de lhe incendiar a casa!" ameaçaram.

O Ancião resolveu falar primeiro com o professor de canto. Queria saber o que ele pensava, até porque conhecia bem o cantor e talvez soubesse como o poderiam convencer a mudar de comportamento.

Este ouviu-o educadamente, mas, quando o Ancião terminou, abanou a cabeça.

" Impossível! Está tão obcecado pelo canto; quer tanto ser o maior tenor do Mundo que não escuta ninguém!"  lamentou-se.

O Ancião surpreendeu-se e perguntou-lhe:

" Mas não és o professor dele? Não foste tu quem o ensinou a colocar a voz, etc?"


CONTINUA




4 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Estão lançadas as vozes para uma história engraçada e apelativa... todos os sapos são grandes cantores, mas uns são mais cantores que outros, e a história deste sapo vai transportar-nos com certeza a mundos imaginários onde é tão bom viver por vezes...

Graça Pires disse...

Um bom começo de outra história, Marta. Sinceramente já comecei a simpatizar com o sapo, mas é verdade que ele não vive ao pé de mim... Vou ver se acompanho.
Uma boa semana.
Beijos, Marta.

Manuel Veiga disse...

adivinha-se uma boa história. prometedora.

beijo

oteudoceolhar disse...

.... e assim se começa a desenhar...
Vamos aguardar pacientemente pela continuação...
Beijo n´oteudoceolhar *