segunda-feira, 17 de maio de 2010

SEDUTOR





Vem, sedutor,

perfuma-me a noite.

Deixa, sedutor, que

seja eu a seduzir-te

esta noite.

Seja impaciente,

mas que te toque

tão ao de leve,

que não acredites

que alguém te tocou.

Mas, amanhã,

ainda sentirás

o meu calor

no teu corpo

e saberás

que te possuí...

...ardentemente....



Foto de Alexander Kharlamov "Tension" (Olhares)

Textos protegidos pelo IGAC -

Cópias, totais e/ou parciais proibidas

8 comentários:

Machado de Carlos disse...

Belíssimo! Vale a pena ler palvrras lindas de amor total!

Nilson Barcelli disse...

Belo e sedutor poema, como sempre.
Gostei imenso, querida amiga Marta.
Boa semana, beijo.

Sofá Amarelo disse...

A sedução tem este poder: perfumar a noite e deixar que o calor do corpo arda ... em lume brando... porque só as coisas brandas e suaves são sedução pura... ardente!

Carmem L Vilanova disse...

Tu és a sedutora, querida amiga!
Lindo poema, como de costume.
Tem um presentinho para ti lá no meu blog. Espero que gostes!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

Secreta disse...

Uma certeza que vai para além dos sentidos.
Beijito.

Amita disse...

Uma das tuas facetas poéticas muito bem traduzidas em palavras.
Não sei se é este blog que usualmente vinha, mas também gostei de te ler.
Um bjinho e uma flor da
Amita

Amita disse...

Na irrealidade dos sonhos, existes.
E folgo imenso constatar o grande poeta que em ti habita.
Um bjinho grande e uma flor da
Amita

Daniel Costa disse...

Marta

Não saberei apreciar com outra palavras: Simplesmente, poema lindo!
Beijos
Daniel