segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

RELEMBRAR







Apetece-me
Cometer as maiores loucuras
Desafiar o mar para um duelo
Até à morte
Fugir com as nuvens
E tornar-me rainha do arco-íris
Navegar na brisa
E assustar o eco
Ou relembrar
O feitiço do teu beijo
O que me fez sentir
O que me faz sentir
O que sempre
me fará sentir


(Foto "Shake Dreams from your Hair", Graça Loureiro, Olhares)
(Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas)
(Palavra chave do post: Sentir)

7 comentários:

Nuno de Sousa disse...

Então que esperas...
Toca a cometer :-)
Bjs e uma boa semana para ti,
Nuno

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Muito bonito o seu poema, Marta. Sensual e telúrico.
Querida, postei no Galeria e a convido a apreciar o meu post. Transformei um dos meus Blogs em Blog Sessão da Tarde:
http;//sessao-tarde.blogspot.com
Mas vá ao Galeria primeiro, senão ele fica às moscas.
Um abraço,
Renata

Daniel Costa disse...

Marta

A cor rosa e um bom poema, tudo faz sentido, para os meus sentidos.
Beijinhos
Daniel

O Profeta disse...

Vai...voa...enlouquece...


doce beijo

Nilson Barcelli disse...

Beijo sentido jamais será esquecido...
Gostei do teu poema, em poucas palavras dizes o essencial e de uma forma poética que é muito boa.
Um beijo.

angel bar disse...

Relembro anteriores momentos.

Boa Semana.

Sofá Amarelo disse...

E voar nas asas do tempo
no feitiço das auroras,
em busca da memória do eco
que ecoa nas madrugadas
fora de horas...