domingo, 18 de janeiro de 2009

NINGUÉM






Hoje…



Falo sobre velhas lendas…
Essas fantasias, diz-se, de loucos….




Pois quem é que acredita ainda nos Deuses do Olimpo?




Mas, hoje, não sei porquê….



Vesti-me de cores escuras….




Baixei os olhos……….




Não olho para nada….




Para ninguém….




Nem mesmo para mim….








(Foto "Sonhos Escondidos" Alba Luna, Reflexos)




(Textos protegidos pelo IGAC)




(Palavra chave do post: Hoje)

9 comentários:

angel bar disse...

Convite para Long Drink "Just The Way You Are" no Angel Bar. Monstros Electrónicos II, verídico...
Beijinhos

Sol da meia noite disse...

Este não olhar para mim... tão bem o entendo.

Beijinho *
:-)

Pekenina disse...

Há dias assim... Que o teu amanhã seja se sol :)

Beijinho

Nilson Barcelli disse...

Pensativa, triste e a suspirar... mesmo assim escreveste um belo poema.
Gostei das tuas palavras.
Beijo.

pin gente disse...

hoje... deixo-te apenas beijos
vários beijos

Carla disse...

não olhar para ninguém...e descobrir que há um Deus do Olimpo a olhar por/para nós
melancolicamente belo o teu poema
beijos

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Excelente...
Beijos

Sofá Amarelo disse...

Cores escuras - dizem ser símbolo de personalidade... mas as cores estão dentro de nós, não na roupa que nos obrigam a envergar... a verdade é que quando olhamos para alguém, olhamos para as suas cores quando devíamos olhar para a sua... alma!!!

Nuno de Sousa disse...

Então levanta-te, veste ago alegre e vem dançar ao som da música... olha, e vive a vida...
Bjs deste amigo,
Nuno