segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

CINDERELA


Por entre sorrisos cúmplices
....e abraços profundos….
Sussurras…
Minha Cinderela”….
Rio abertamente….

E penso se a nossa história não será a história da Cinderela….

Pois que apaixonada estou….

Por ti….
…. Pela tua voz….
……. Pelas tuas mãos….


Enquanto o meu corpo….
se espreguiça ao Sol...
Recriando o seu (teu) calor...….
......reflectindo o seu (teu) brilho...

(Foto "Teu Olhar Nasce do Vento" J.Pedro Martins, Olhares)
(Textos protegidos pelo IGAC)

(Palavra chave do post: Sol)

8 comentários:

Nuno de Sousa disse...

Linda a Cinderela em mais um fantástico post... belo que ficou esta tua história.
Bjs e uma boa noite,
Nuno

Nuno de Sousa disse...

Linda a Cinderela em mais um fantástico post... belo que ficou esta tua história.
Bjs e uma boa noite,
Nuno

Nilson Barcelli disse...

Apaixona-te sempre.
Nunca percas um amor que te passe à porta.
Gostei imenso do teu poema de amor. Lindo.
Beijo.

angel bar disse...

Marta, lembra-se do seu primeiro comentário no meu blog ? Foi no post "Noite das Bruxas" e lá também falava da Cinderela, da história, do sapinho... Boa Noite.

Carla disse...

somos cinderalas sempre que nos apaixonamos pelo princípe que "inunda" o nosso coração
beijos e parabéns pela ternura destas palavras

Secreta disse...

É assim que nos sentimos , quando o amor é pleno.
Beijito :)

pin gente disse...

gosto da ideia de ser cinderela... mas quero amar descalça
descalça
para correr na areia
para molhar os pés no rio
para sentir na pele o caminho

um abraço, marta

Sofá Amarelo disse...

Não há nada melhor na vida que sorrisos cúmplices, a cumplicidade é a dádiva suprem, é quando metade de nós se reflecte e se confunde na metade do outro...